quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A educação do século XXI

O professor entra na sala-de-aula.
___E aí vai demorar muito.
___Estou com pressa, vou embora hein.
O professor estudou seis anos de graduação.
O professor estudou mais um ano de especialização.
O professor acumula mais de quinze anos de experiência.
___Acaba logo com este discurso.
___Estou com pressa, tenho coisa melhor para fazer.
O professor se sente desrespeitado.
O professor não entende o gasto do dinheiro público.
O professor percebe a alienação.
___Fala sério. Que coisa chata. Isso aí que você está falando,
vai me servir pra quê...no futuro eu vou trabalhar mesmo nas Casas Bahia,
ou no Wallmart, ou no Superbom, ou sei lá onde.
___No final vou vender o meu voto por muito dinheiro,
Não vou precisar dessas logias.
O professor se lamenta.
O professor não desiste.
O professor é “burro”?
Se eu fosse você eu desistia desse troço,
A minha mãe disse que esta profissão não dá dinheiro.
Eu mesmo estou aqui, porque não tem coisa melhor.
O professor acaba concordando com o filósofo Romário:
Estudar para quê?


Rudi Rot