sábado, 9 de agosto de 2008

BLOGLIVRO N° 1 - A RAIVA

Bloglivro n° 1
A RAIVA


Prefácio

Querido leitor este bloglivro é um livro de auto-ajuda, por ser um livro que estou fazendo para mim mesmo, para poder escutar e auscutar melhor os meus sentimentos. Neste instante pretendo partilhar os meus manuscritos sem a intenção de convencer ninguém a pensar ou se comportar como eu. Irei apenas relatar algumas histórias-depoimentos que fizeram e fazem parte das minhas interrogações íntimas. Sendo um livro de auto-ajuda para mim mesmo, ele não tem a intenção de ser verídico, apesar de cada palavra sair verdadeira e ficcional. Permito-me a escrever inicialmente sobre a raiva, um sentimento pouco falado, velado por milhares de famílias e escolas. Quase não se fala sobre a raiva por ela desencadear comportamentos agressivos no ser humano. Somos reprimidos a não sentir, nem falar sobre a raiva. Mas se não falarmos sobre a raiva... Senão expressarmos a raiva... Senão criamos uma maneira de lidar com ela... Corremos o risco de adquirir alguma doença que comprometa a nossa saúde integral. A raiva quando se apresenta compromete toda a alma (espírito).
Como lidar com a raiva?
De acordo com o senso comum, existem duas maneiras de lidar com a raiva:

· Explodindo, reagindo a raiva com violência para fora;
· Implodindo, reagindo a raiva com violência para dentro.

O primeiro é fácil, instintivo, não precisa pensar, basta animalizar o gesto, o segundo requer um poder de autodestruição masoquista, muito comum nos dias atuais onde se prega uma paz que na maioria das vezes camufla a conscientização do sentimento. Enquanto eu não sentir a raiva ela não vai passar. Enquanto eu continuar empurrando para dentro do meu íntimo, raiva não vai vir à tona. Tudo bem! Mas quando ela vem o que fazemos? Sentimos. Tá. E depois? Deveria existir neste momento uma proposta inteligente que nos desse condições de lidar com a raiva de forma saudável. É possível? Não sei. Vamos descobrir juntos.
Para isso eu me proponho a escrever e compartilhar algumas propostas com vocês.
Uma boa leitura queridos leitores anônimos !


1° Capítulo

Tacar fogo em Roma

Assim como Nero, há momentos que sentimos o desejo de tacar fogo em Roma. Conta-se a lenda

Nenhum comentário: