sábado, 7 de junho de 2014

COZINHA ESCOLAR

Estou em uma cozinha diferente
De mesas distantes
Bancos de igreja
É uma cozinha escolar
Onde nos intervalos bebíamos leite com biscoito
Do tempo em tempo
O bucólico se revela em ódio
Daqueles que me impediam de ser criança
Debaixo d´árvores sofro ameaças: vou te pegar na hora da saída
Calado, eu ficava calado
O medo: quer saber, vão todos se fuder.
Educador não pode ter problemas. Não pode explodir.
Então  arranco todas as minhas unhas.
Meus dedos ficam todos feridos.
A comida é requentada.
Eles precisam da minha insanidade.
Acordai pequeninos cidadãos brasileiros.
Espero que sejam assim...
Comida de marmita na cozinha escolar é diferente.
A minha não tem carne.

Bom apetite.