terça-feira, 6 de agosto de 2013

SÔFREGO


Encoste o seu rosto no meu peito
Tá sentindo meu coração bater?
É você que dança sobre as minhas artérias como Nataraj
Mergulha em meus braços e banha-se em meu oceano
Doce e branca flor de lótus que encobre o meu sexo
O sêmen é húmus tântrico.
O descanso dá uma fome... apetite de guru,
Sempre comedido e profundo.
Respondo com um salto. Vou de uma montanha a outra. De uma outra vou em montanha.
Como quero o seu encanto.
Jay Hanuman !!! Invoco o guerreiro de todos os tempos.
Leio as suas estrelas feito um astrólogo védico...
quero ser você por um instante e sentir a gota de suor escorrendo...
E num sôfrego me escondo na alcova do seu sari,
Oh! Divina Sita diga como quer que eu lhe sirva? OM SITA RAM.
Sulco o seu orgasmo com um sopro.
O amor brota sobre a epiderme.
O amor salta os nossos olhos de Shiva.
O amor nos faz voar sob a beleza de Garuda.






Rudi Rot, 05 de agosto de 2013