quinta-feira, 13 de maio de 2010

Universo: pedido

Na intimidade que ainda construo
vou  em direção a algo Desconhecido.
O medo toma conta de mim
quem é que bate a minha porta?
Não deixa recados.
Só diz que me conhece e nada mais.
Acaso eu sou tão popular?
Alguém quer me matar ou é o meu ego desesperado?
Então...
Falo ao Universo
bem grande ao teu sacríficio
Liberta-me a me libertar as vozes da insanidade
vou ao encontro do Desconhecido
Eu sou UNO