domingo, 17 de agosto de 2014

MEDUSAS DA EDUCAÇÃO


São elas as culpadas.
Querem nos fazer de bobos da corte.

Quem dera, eu ganharia muito dinheiro.
Matem as medusas da educação.

Seríamos livres para amar.
Aprender com os outros.

E ver que a vida é muito mais do que a gente pensa.

Entrar pela porta errada.
Cuspir na cara dos imbecis e sair correndo para um lugar que ninguém conheça.

Só nos dois num ninho.
Em silêncio.

Estar em silêncio no meio do barulho.

Senhor,
eu quero desenhar nuvens e ser feliz.